Os 10 melhores fundos imobiliários para você em 2020

Descubra os 10 melhores fundos imobiliários de 2020 para o seu perfil

10-melhores-fundos-imobiliarios
10 melhores fundos imobiliarios

Hoje iremos falar sobre os os 10 melhores fundos imobiliários para você em 2020. Ao consumir esse conteúdo, você certamente terá a oportunidade de entender mais sobre este tipo de ativo e de começar a investir nele hoje mesmo! Mas antes de começar a investir diretamente e de saber quais são os 10 melhores fundos imobiliários, você precisa entender perfeitamente tudo o que envolve esse tipo de ativo.

Tenha em mente que investir em um ativo sem conhecê-lo perfeitamente é além de uma grande desvantagem, um grande risco. O conteúdo de hoje irá traze o que é e como funcionam os FIIS, porque investir em FIIS, tipos de Fundos, os 10 melhores fundos imobiliários e como calcular a rentabilidade de um investimento de fundo imobiliário.

Então preste muita atenção neste conteúdo que foi preparado exclusivamente para você! Nós da Monetizza Brasil te manteremos sempre atualizado das notícias e informações mais relevantes que acontecem mercado financeiro.

O que é e como funcionam os FIIS

10-melhores-fundos-imobiliarios
10 melhores fundos imobiliários

Bem, para começarmos, nada melhor do que entendermos de fato o que é e como funcionam os FIIS. Os FIIS ou Fundos de Investimentos Imobiliários são fundos que obviamente concentram seus investimentos dentro do campo imobiliário. Esses fundos dividem cotas que podem ser compradas por qualquer pessoa que esteja investindo.

Os fundos liberam essas cotas para que possam expandir seu capital e crescer mais rapidamente. Ao se associar a um fundo você terá a oportunidade de receber dividendos do mesmo, que são relativos aos ativos que ele possui. Em resumo, você poderá ser sócio de prédios, galpões de fábricas, shoppings centers, etc,

Já em relação ao funcionamento do fundo, não existe muito mistério, e pode-se dizer inclusive que ele lembra muito o funcionamento geral do mercado acionário. Cada FII terá um gestor especializado que irá fazer a constante realocação de valores investidos, para que o fundo consiga ter o máximo de rentabilidade possível.

Dentro do modelo de funcionamento de um Fundo Imobiliário, podemos dizer que ele sempre irá tentar comprar imóveis que possuam uma boa possibilidade de valorização, para que assim possa obter lucros cada vez maiores. Mas é preciso deixar claro que a principal fonte de renda de um FII será da locação dos imóveis.

Porque investir em FIIS

Dentro de um mercado cheio de possibilidades, muitas pessoas se questionam sobre a necessidade de se investir em FIIS. Bem, sinceramente, hoje é muito importante que você coloque os FIIS na sua carteira de investimentos. Existem vários motivos para se fazer isso, mas gostaríamos de citar um aqui antes de falar um pouquinho mais sobre os outros motivos.

Em uma carteira de investimentos bem estruturada é preciso ter uma diversificação razoável dos seus ativos. Quando se investe apenas em ações ou em Renda Fixa, você não consegue ter um retorno mensal constante e isso impede que o seu patrimônio cresça mais rapidamente. Os fundos de investimentos imobiliários te pagam dividendos mensalmente, fazendo assim com que a cada mês você aumente um pouquinho os valores que possui e possa reinvestir.

Isso pode parecer algo bobo, mas pode trazer uma lucratividade gigantesca em médio e longo prazo. Principalmente porque você irá ter cada vez mais capital para fazer novos aportes, e seu dinheiro terá um efeito de bola de neve. Uma vez que isso esteja claro, vamos dar uma olhadinha nos outro elementos que fazem o investimento nesse tipo de ativo ser uma excelente opção.

É mais simples

Um Fundo de Investimentos Imobiliários permite que você comece a investir nos segmento imobiliário com uma facilidade muito grande. Imagine só se você fosse investir no ramo imobiliário por conta própria, sem fazer uso dos fundos. Você teria que abrir sua própria empresa, pois as taxas de impostos sobre Pessoa Física que aluga imóvel é muito mais alto.

Em seguida você teria que ir lá, contratar uma empresa para construir o imóvel, e assim por diante. Daria um trabalho danado, para muitas vezes, ver o seu imóvel empacado, sem dar lucratividade alguma. Vale muito mais a pena investir em um Fundo e garantir desde o começo que o seu dinheiro vai estar bem alocado.

Você consegue diversificar melhor seus investimentos

Novamente faremos um paralelo com os investimentos tradicionais. Não é novidade para ninguém que os investimentos imobiliários tradicionais são altamente arriscados devido ao grande capital que se concentra neles. Isso faz com que a menos que você já possua uma fortuna, seja praticamente obrigado a se manter preso a um único tipo de investimento imobiliário. Já com os Fundos não.

Ao se tornar cotista de um fundo você passa a receber dividendos que são proporcionais a suas cotas e que são gerados com base em todos os ativos possuídos pelo fundo, como Shoppings, Prédios, Galpões, entre outros. Existe uma diversificação muito maior e muito mais simples.

Não é preciso muito dinheiro para investir

Você não precisa ter milhares de reais para conseguir investir em FIIS. Muito pelo contrário, com valores muito menores já é possível começar a adquirir suas participações nos fundos imobiliários. Todavia, é super importante ressaltar que podem haver alguns fundos que necessitam de aportes mais elevados devido a sua alta avaliação no mercado. Mas de qualquer forma, esses casos são específicos e ainda assim são muito mais baratos do que os investimentos imobiliários tradicionais.

Você recebe dividendos mensalmente

Ao investir em Fundos Imobiliários você receberá dividendos mensalmente, que podem tanto ser retirados para serem usados naquilo que você deseja como também podem ser reinvestidos no Fundo. Realmente recomendamos que você reinvista todos os dividendos nos fundos, pois dessa forma irá conseguir acumular um bom capital mais rapidamente.

Imagine que dada a situação, você esteja recebendo R$5 mil reais de dividendos mensalmente. Caso reinvista isso todos os meses, analisando sem a contagem de juros, você já teria alocado mais de R$120 mil sem precisar nem fazer esforço. Mas é óbvio que esse dinheiro iria gerar ainda mais dividendos ao longo do tempo.

Tipos de Fundos

Se engana quem acredita que os Fundos Imobiliários atuam de apenas uma forma. Muito pelo contrário! Existem 3 tipos de fundos imobiliários e cada um deles possui suas particularidades. Se você quer ter bons resultados investindo nesse tipo de ativo, precisa saber também em que tipo de FIIS vai investir.

Para te ajudar em relação a isso explicaremos de uma maneira um pouquinho mais detalhada quais são os principais tipos de fundos, trazendo para você cada uma das suas particularidades. A partir daí você terá uma visão mais holística sobre o assunto e entenderá onde deve investir seu dinheiro. Confira:

Fundos de Tijolo. Os fundos imobiliários de Tijolo são os fundos que investem em Imóveis Físicos, isto é, que são palpáveis. Com o capital alocado em imóveis reais, esses fundos costumam ter ótimos resultados e geralmente tem boas participações em Shoppings, Prédios Comerciais e Residenciais, entre outros. Investir nesse tipo de fundo pode definitivamente ser uma ótima ideia.

Fundos de Papel. Existem muitos fundos imobiliários que focam seus investimentos em papéis, isto é, em títulos ligados ao setor imobiliário. A grande vantagem desse tipo de investimento está ligado ao fato de que eles majoritariamente fazem parte daquilo que conhecemos como Renda Fixa. Ou seja, eles acabam possuindo uma segurança muito maior e dificilmente vão apresentar prejuízos ou colocarão o seu capital em risco.

Fundos Híbridos. Existem também os fundos híbridos, que investem tanto em “Tijolos” quanto em “Papéis”. Esses fundos de investimentos são mais capazes de manter um portfólio diverso e que minimiza os riscos para seus cotistas. O foco aqui não é te mostrar se um deles é melhor do que o outro ou algo do tipo.

Queremos apenas que você entenda a natureza de cada um desses fundos e escolha aquele que mais se adequar a você, afinal, algumas pessoas vão odiar os fundos em papel ou em tijolo, enquanto outras vão preferir ambos. Conheça o seu perfil e invista naquilo que você achar melhor.

10 Melhores Fundos Imobiliários

A seguir você verá os 10 melhores fundos imobiliários para sua carteira no ano de 2019. Lembre-se de que isso representa apenas um apontamento e não uma indicação de investimentos. Sempre pesquise muito e estude antes de tomar qualquer decisão de investir em FIIS.

FIISegmentoValorização em 12 meses (%)
GGRC11Comercial25,71
TRXL11Logística25,61
PQDP11Shoppings25,39
FEXC11Financeiro24,77
MBRF11Comercial24,32
BCFF11Financeiro21,14
ONEF11Comercial20,10
MAXR11Varejo18,11
HGJH11Comercial17,03
HGLG11Logística16,03

Como calcular a rentabilidade de um investimento de fundo imobiliário

O rendimento de fundos imobiliários é bem simples de determinar. Veja o exemplo: Vamos supor que o valor da cota está R$100,00 e os proventos gerados pelos aluguéis foram de R$1,00 por cota. Logo, ao dividir, 1/100, a sua rentabilidade será, portanto, de 1%. Logo, para poder determinar quanto o seu dinheiro rendeu, você só precisa ver qual é o valor unitário das cotas e quanto foi recebido por cota.

Desta forma, você sempre conseguirá estabelecer qual a rentabilidade desse fundo! Comece a investir em FIIS e diversifique ainda mais sua carteira de investimentos. Essa ação certamente fará com que você alavanque sua vida financeira!

Clique aqui e confira outros posts como esse em Monetizza Brasil!